5 PASSOS PARA O CONTROLE FINANCEIRO MEI

Administrar uma empresa não é uma tarefa fácil, principalmente para empreendedor que administra sua empresa sozinho. Por isso, vamos mostrar como você deve fazer o controle financeiro MEI da sua empresa. Você vai ler nesse artigo:

– Gestão financeira, essencial à sobrevivência da empresa.

– Como separar as contas pessoais com as contas da empresa.

– O valor ideal para o pró-labore.

–  Defina um orçamento para a empresa.

– Registro de todas as operações da empresa.

– Controle financeiro da empresa.

A gestão financeira é essencial à sobrevivência da empresa. Não adianta se você oferece um bom produto ou serviço, se não tiver um controle rígido das finanças da empresa.

O controle financeiro da empresa abrange o processo de apurar os investimentos, os custos, as despesas, as entradas e saídas de dinheiro do negócio.

Para que a empresa tenha prosperidade, é fundamental que os recursos consumidos no funcionamento e os valores gerados com as operações sejam corretamente gerenciados.

O objetivo da gestão financeira é garantir as condições adequadas para a prosperidade da empresa ao longo do tempo. Não fazer corretamente esse processo pode gerar irregularidades nos recursos da empresa, além do descontrole dos gastos e investimentos; trazendo danos para os processos e risco de falência.

1º PASSO: COMO SEPARAR AS CONTAS PESSOAIS COM AS CONTAS DA EMPRESA.

Um problema enfrentado, especialmente em empresas menores, é quando o empreendedor mistura as finanças pessoais com as empresariais.

É comum o empreendedor (a) exercer as atividades empresariais na sua própria casa, não separando o dinheiro, as contas da empresa, com as contas pessoais. Dessa forma, fica difícil ter clareza das finanças da empresa, ou seja, se está tendo lucro ou prejuízo.

Primeiramente deve-se separar a conta bancária pessoal da conta bancária da empresa. Além disso, a empresa deve ter o cartão de crédito separado, de modo que, sejam registradas apenas saídas de dinheiro específicos da empresa.

2º PASSO: O VALOR IDEAL PARA O PRÓ-LABORE.

Salário do empresário ou mais conhecido como pró-labore é quanto o dono ou sócios, se houver, receberão no final do mês. Em empresas menores, muitas vezes isso não é estabelecido com muita clareza, especialmente no caso dela ser comandada apenas por um dono.

Quando estabelecer o pró-labore, é importante que seja condizente com a realidade da empresa e com as práticas do mercado. Ele deve estar de acordo com as despesas pessoais e que não prejudique o andamento da empresa.

Vale ressaltar que, se você estipular para o seu Pró-labore o valor de um salário mínimo, às suas despesas pessoais deve ser igual ou menor a um salário mínimo.

Então, para saber o valor ideal do seu Pró-labore você deve somar todas as suas despesas pessoais e verificar se a empresa consegue absorver esse valor sem prejudicar as suas atividades.  (clique aqui e aprenda a ter controle MEI.

3º PASSO: DEFINA UM ORÇAMENTO PARA A EMPRESA

O orçamento empresarial deve abranger as todas as despesas, os custos e ainda contribuir para o crescimento empresarial. É importante que você faça uma lista detalhada de toda as despesas os custos que a empresa terá ao longo do mês.

 De modo que você deve apurar quantas vendas serão necessárias para suprir todas as despesas e os custos da empresa, além do lucro. (Clique aqui e contrate nossa consultoria financeira para MEI)

4º PASSO: REGISTRO DE TODAS AS OPERAÇÕES DA EMPRESA

O registro das operações da empresa é uma rotina diária em que são registradas todas as entradas e saídas realizadas pela empresa. São inúmeros casos de empresários que insistem em não dar importância ao controle financeiro, achando que é perda de tempo entender as entradas e saídas de dinheiro.

O controle diário do caixa mostra todo o dinheiro que entra e sai da empresa. Nesse controle, é possível perceber quanto está entrando de dinheiro como também o quanto está saindo.

Antigamente, o controle do Caixa nas empresas se dava por meio de Cadernetas. Nesse caderno se registrava todas as entradas e saídas de dinheiro. Percebemos que, esse modo de registrar ainda é usado, porém, esse método se torna falho devido ao aumento da demanda e até por esquecimento de registrar suas entradas e saídas de dinheiro.

O ideal é você colocar uma planilha para controle financeiro MEI, ou seja, a planilha vai te ajudar a apurar com mais precisão todas às  entradas e saídas de dinheiro da sua empresa.

Além disso, é possível verificar se a empresa está tendo lucro ou prejuízo. De modo que, ficará mais fácil perceber os pontos críticos do negócio. (clique aqui e adquira a planilha MEI)

5º PASSO: CONTROLE FINANCEIRO DA EMPRESA

Controle Financeiro da empresa é essencial para ter uma visão global das entradas e saídas de dinheiro. De maneira, que será mais fácil saber se a empresa está tendo lucro ou prejuízos e o que pode fazer para melhorar essa situação.

Por isso, você deve adotar na sua rotina diária a apuração de todo o dinheiro que sai e que entra da empresa. Para as contas e vendas parceladas você deve registrá-las no momento da saída ou entrada de dinheiro.

Seguindo esses passos você vai garantir as condições adequadas para o progresso da sua empresa.

Espero que você tenha aprendido sobre o controle financeiro da sua empresa. Se você quiser saber mais sobre: clica aqui: “ planilha para controle financeiro MEI”.

Sucesso em seu negócio

Elisângela Guimarães

Contadora da Contabilidade Ferreira Guimarães

Gostou da publicação? Compartilhe!

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Telegram

Você também pode gostar